Todos por Mariana


Vejam as ações emergenciais desenvolvidas pelo Governo de Minas Gerais nas áreas de saúde, social, ambiental, segurança, infraestrutura e agropecuária para auxiliar as comunidades atingidas pelo rompimento da barragem em Mariana.

ACOMPANHE AS AÇÕES
DO GOVERNO POR ÁREA DE ATUAÇÃO
Clique e veja todas as ações relativas à área.

Boletins Oficiais

28/11

NOTA À IMPRENSA | O Juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual concedeu decisão favorável, na sexta-feira 27, à ação proposta pelo Governo de Minas Gerais e o Ministério Público do Estado de Minas Gerais, que determina que a empresa Samarco adote medidas emergenciais na barragens de Germano e Santarém, localizadas no município de Mariana e Ouro Preto. A ação tem o objetivo de fazer com que a Samarco apresente e coloque em prática obrigacões que são de responsabilidade da empresa, como as intervenções que devem ser feitas prontamente para o reforço das estruturas das barragens de Germano e Santarém e o plano de emergência em caso de rompimento das mesmas. O Governo de Minas Gerais e o Ministério Público Estadual entraram com a ação emergencial em conjunto, com base em laudos elaborados por empresas contratadas pela própria Samarco, que atestaram comprometimento, principalmente, na estrutura da barragem de Germano. Com a ação, fica determinado que a Samarco tem o prazo de no máximo três dias para apresentar a projeção atualizada dos possíveis cenários em caso de rompimento de todas as estruturas que compõe o seu complexo minerário, sendo as barragens de Germano e Santarém (dique 2, Sela, Tulipa e Selinha). A Samarco também fica comprometida para apresentar a previsão de consequências e medidas emergenciais completas a serem adotadas em cada cenário possível. Em caso de descomprimento das medidas emergenciais, a ação determina que a empresa fica sob multa diária de R$ 1 milhão de reais. Segundo a decisão, ainda fica estabelecido que a Samarco terá que promover, imediatamente, todas as medidas de emergência, que serão sugeridas pela Defesa Civil do Estado de Minas Gerais. Governo do Estado de Minas Gerais Ministério Público do Estado de Minas Gerais

20/11

NOTA À IMPRENSA | A Polícia Civil confirma a identificação de mais uma vítima da queda da Barragem do Fundão: Samuel Vieira Albino, de 34 anos. O corpo está no IML de BH, à disposição da família.

18/11

BOLETIM | Os boletins informativos sobre ações de respostas ao rompimento da barragem da empresa Samarco, elaborados pelo Posto de Comando Unificado em Mariana, passarão a ser divulgados, a qualquer momento, pelos órgãos governamentais, quando houver fatos novos referentes às ações emergenciais. Assessoria de Imprensa do Governo de Minas Gerais

17/11

NOTA À IMPRENSA | A Copasa informa que o rompimento ocorrido nas barragens de mineração em Mariana afetou o Rio Doce, entretanto soluções alternativas foram adotadas para a distribuição de água à população das cidades abastecidas pela Companhia na Bacia do Rio Doce. A Copasa reafirma que a água fornecida para a população atende aos parâmetros de qualidade requeridos pela legislação. Confira a situação atualizada das cidades que estão na região afetada pela lama no Rio Doce: No distrito de Era Nova e em Alpercata a captação do Rio Doce foi retomada nesta terça-feira, 17 de novembro, após a passagem da lama. Em Naque a captação para o abastecimento já voltou a ser feita no Rio Santo Antônio após a constatação da diminuição da turbidez no manancial. No distrito de Pedra Corrida, em Periquito, o abastecimento emergencial é feito por meio de caminhões-pipa em função da interrupção da captação no Rio Doce. Em Tumiritinga, a captação no Rio Doce foi interrompida na manhã do dia 9 de novembro até o restabelecimento das condições adequadas das águas do Rio Doce. A Companhia ressalta que retomou o fornecimento da água tratada para a cidade às 20h do mesmo dia utilizando captação através de poço profundo. A água distribuída em Tumiritinga é monitorada diariamente e se encontra dentro dos padrões de potabilidade estabelecidos pela Portaria 2914 do Ministério da Saúde. Em Resplendor foi interrompida na tarde de quinta-feira, 12 de novembro, a captação de água do Rio Doce devido a chegada da lama. O abastecimento emergencial dessa cidade é feito por meio de caminhões-pipa e poço profundo. A cidade de Itueta e o distrito de Quatituba estão sendo abastecidos por meio de caminhões-pipa e poço profundo.

17/11

BOLETIM | Equipes do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) estão em Barra Longa para acompanhar os trabalhos que já vêm sendo feitos desde o dia 7/11 e também para se reunir com autoridades locais com intuito de alinhar projetos sociais que serão implantados em médio prazo na região. Uma equipe do Corpo de Bombeiros está fazendo varreduras e buscas com cães, próximo ao rio Gualaxo, entre o Município de Rio Doce e a barragem de Candonga. Outra equipe faz o mesmo trabalho, também no rio Gualaxo, na região de Gesteira, distrito de Barra Longa. Já em Bento Rodrigues, o trabalho no momento se concentra na remoção da lama e do entulho, além da abertura de vias. Rompimento da barragem – Números Oficiais Desaparecidos: 12 – Sendo 9 funcionários e 3 moradores. Óbitos relacionados: 7 ( 6 corpos resgatados e uma morte por mal súbito) Não identificados: 4

16/11

BOLETIM | Apesar da chuva de ontem, o Corpo de Bombeiros não vai alterar o planejamento de atuação. As equipes darão continuidade às buscas e varreduras na Ponte do Gama, em um trecho de 8 Km. O Posto Avançado de Barra Longa será transferido para o município de Rio Doce e irá reforçar a equipe que atua na região, totalizando em 30 bombeiros fazendo varredura e busca com cães. O esforço será concentrado na represa de Candongas. Os bombeiros também continuam os trabalhos em Bento Rodrigues com homens fazendo busca e varredura, além do acompanhamento do trabalho de máquinas (escavadeira e retroescavadeira) que fazem a abertura de vias e retirada de entulho. Esses locais já haviam passado por buscas e varreduras, inclusive com cães. Há possibilidade do resgate de cerca de 100 animais domésticos que estariam ilhados em uma fazenda, nas proximidades do município. A partir de hoje, está sendo restabelecido o abastecimento total de água nos seguintes bairros de Governador Valadares: Ilha dos Araújos, Vila Mariana, Santa Helena, Gran Duquesa, Vale Verde, Lagoa Santa, Santo Agostinho, Maria Eugênia, Cidade Nova, Morada do Vale I, Morada do Vale II, Morada do Vale III, São Paulo, Jardim Alice, Santa Terezinha, JK I, JK II, JK III, Nova JK, Nova Santa Rita, Distrito Industrial, Vila Império, Vila Rica, São Cristóvão, Jardim Pérola, Fraternidade, Bela Vista, Kennedy, Vila Bretas, Canaã, Bethel, Vale Pastoril, Nossa Senhora das Graças, Universitário, Vila Mariquita, Jother Peres, Sítio das Flores, Belvedere, Santos Dumont I, Santos Dumont II, Sion, Lourdes e Carapina. Além disso, os bairros Nova Vila, Centro e São Pedro e Santa Rita também terão o restabelecimento parcial do fornecimento de água. Rompimento da barragem – Números Oficiais Desaparecidos: 15 – Sendo 9 funcionários e 6 moradores. Óbitos relacionados: 7 ( 6 corpos resgatados e uma morte por mal súbito) Não identificados: 4 Desde ontem (14), a Samarco está divulgando um boletim diário no site da empresa (www.samarco.com) com informações sobre a situação das barragens da mineradora, inclusive a barragem Germano.

16/11

BOLETIM | Na manhã de hoje (16), a Polícia Civil de Minas Gerais realizou, em Mariana, a coleta de material genético de familiares de 10, das 12 pessoas desaparecidas. A coleta do material das duas famílias restantes, que não compareceram, será agendada posteriormente. Das 12 pessoas desaparecidas, nove são funcionários de empresas prestadoras de serviço à Samarco e três moradores. Permanecem ainda quatro corpos sem identificação, dois no IML de Mariana e dois no IML de Belo Horizonte. As buscas permanecem pelas equipes do Corpo de Bombeiros. Além de varreduras terrestres e apoio de cães farejadores, foram feitas buscas com um bote e um barco ao longo do rio Gualaxo. Rompimento das barragens – Números Oficiais Desaparecidos: 12 – Sendo 9 funcionários e 3 moradores. Óbitos relacionados: 7 ( 6 corpos resgatados e uma morte por mal súbito) Não identificados: 4 A Samarco está divulgando um boletim diário no site da empresa (www.samarco.com) com informações sobre a situação das barragens da mineradora, inclusive a barragem Germano.

16/11

NOTA À IMPRENSA | Análise das águas No dia seguinte ao ocorrido – sexta-feira (6/11) - o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) solicitou ao Centro de Inovação e Tecnologia Senai Fiemg, por meio do Instituto Senai de Tecnologia em Meio Ambiente, a realização de coletas e análises de água e sedimentos dos corpos de água afetados, bem como do rejeito das barragens rompidas. No momento, as análises são preliminares. Os resultados finais serão anunciados assim que as análises forem concluídas. A partir do dia 7 de novembro, as coletas se iniciaram nos pontos da calha do Rio Doce. São 13 as estações de monitoramento da calha do Rio Doce: no município do Rio Doce, entre os município de Rio Casca e São Domingos do Prata, entre os municípios de Marliéria, Tumiritinga, Conselheiro Pena, Resplendor e Aimorés, Pingo D’Água, em Ipatinga, Belo Oriente, logo a jusante do município de Periquito, Rio Doce na cidade de Governador Valadares. As coletas são realizadas ao longo de um dia e despachadas no final do dia por transportadoras. Para a análise de cada parâmetro, é necessário um tempo diferente, podendo variar de poucos minutos até 36 horas, como é o caso das análises dos metais. No primeiro dia de monitoramento, foram observados valores da ordem de centenas milhares de unidades de turbidez, atingindo o valor máximo de 606.200 NTU, no município de Marliéria, ou seja, um valor muito acima do limite legal. A turbidez na água, nessa situação, foi provocada pela presença do rejeito de minério deixando a sua aparência opaca (marrom avermelhada), podendo reduzir a penetração da luz e prejudicando a vida aquática. No entanto, ressalta-se que a turbidez vem apresentando queda gradativa dos valores ao longo dos dias, após o início do monitoramento. As reduções desses valores devem-se tanto à capacidade do rio Doce em depurar os rejeitos, à medida que tem sua vazão aumentada, com a contribuição de seus afluentes, quanto pelo decurso do tempo de deslocamento da pluma, com a deposição de parte do material levado pelas águas. Oxigênio Os valores de oxigênio dissolvido (OD) têm sido impactados pela pluma, sendo reduzidos à medida que esta se desloca. Dessa forma, evidenciam-se, nos locais onde a pluma já passou, valores de OD muito inferiores às médias históricas e ao padrão legal atingindo valores inferiores a 0,5 mg/L O2. A exemplo do ocorrido com o parâmetro turbidez, o OD apresentou comportamento de abrandamento de seus valores, conforme passagem do tempo e deslocamento da pluma. Metais Com relação à presença de metais - arsênio total, cádmio total, chumbo total, cromo total, mercúrio total, níquel total e cobre -, verificou-se extrapolação dos limites legais para os metais arsênio, cádmio, chumbo, cromo e níquel nos pontos de monitoramento localizados entre os municípios de Marliéria e Belo Oriente, no dia 08 de novembro. Para os valores de cobre e mercúrio, verificou-se extrapolação dos limites legais somente no ponto localizado no município de Rio Casca, o cobre dissolvido também ultrapassou o limite legal no ponto localizado no município de Belo Oriente. Metais pesados são constituintes naturais do meio ambiente, pois estão presentes em numerosos minerais e rochas. Muitos desses elementos são pouco solúveis e permanecem aderidos aos sólidos, sem se misturar à água. A solubilidade de todos os metais depende muito do valor de pH e do potencial de oxirredução do meio, sendo que a diminuição do pH da água pode proporcionar a liberação desses elementos do meio sólido para água. No entanto, o pH não apresentou variação, o que é um fator positivo para a não dissolução desses metais na água. É importante esclarecer que é a Copasa e os SAAEs municipais que definem se a água está apta para o abastecimento humano, pois esses órgãos possuem técnicas para o tratamento da água.

13/11

BOLETIM | Bombeiros reforçam o trabalho de busca e resgate com mais 65 militares, totalizando 140 homens na operação. Continua o reforço de bombeiros do Espírito Santo e de Santa Catarina, com cães farejadores. O trabalho está concentrado em Bento Rodrigues, Barra Longa e na Barragem do Rio Doce. Em Bento Rodrigues, os bombeiros fazem buscas com cães e levantamentos para verificar a altura atingida pela lama e auxiliar os trabalhos das máquinas. As equipes continuam o trabalho de limpeza, jogando jatos de água para retirar a lama. Na base do Rio Doce foi instalado um Posto Avançado nessa quinta-feira (12/11), para acompanhar e apoiar o trabalho das equipes no Distrito de Candongas. A varredura está sendo feita também ao longo do rio Gualaxo. Até agora, já foram percorridos 30 km. Hoje, outros 30 km serão percorridos. O acesso ao distrito de Monsenhor Horta deverá ser restabelecido até o fim do dia. Sob a coordenação da Defesa Civil Estadual, a prefeitura de Mariana e a Samarco providenciam a construção de uma passagem provisória, que possibilitará o retorno das crianças às escolas. Houve reforço na quantidade de vacinas em Barra Longa, sendo 300 doses de Hepatite B e 300 doses de Dupla Adulta. Foram instalados comitês de saúde em Mariana e Barra Longa, com representantes de todos os profissionais de saúde. Já foram realizados pela equipe multidisciplinar de saúde, 277 atendimentos. Três pacientes permanecem internados, dois no Hospital Monsenhor Horta, em Mariana e um na Santa Casa de Ouro Preto. Agentes comunitários estaduais de saúde coordenam a distribuição de kits de mantimentos, limpeza, água e medicamentos à população. Aguardam ainda para identificação, três corpos. O número oficial de óbitos relacionados ao rompimento das barragens permanece em seis. Reiteramos que a classificação de “vítima do rompimento das barragens” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. O número de desaparecidos é de 19 pessoas, 10 funcionários e 9 moradores.

13/11

BOLETIM | Foi resgatado, hoje, um corpo sem identificação em Santa Cruz do Escalvado e encaminhado ao IML de Mariana. Também hoje, foi identificado por familiares, o corpo de Marcos Aurélio Pereira Moura, da empresa Produquímica, prestadora de serviço da Samarco. Com isso, são sete o número de vítimas fatais relacionadas ao rompimento das barragens Fundão e Santarém. Três corpos aguardam identificação. No momento são 18 desaparecidos, sendo 9 funcionários e 9 moradores. Reiteramos que a classificação de “vítima do rompimento das barragens” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. Bombeiros realizaram, nessa tarde, com o apoio de maquinário pesado, a retirada de detritos até o nível do solo, para a abertura de ruas e antigos acessos do distrito de Bento Rodrigues para ajudar nas buscas das vítimas, nos locais informados pelos familiares, assim como pertences e animais. As buscas por vítimas continuam nos municípios atingidos. A Secretaria de Estado de Saúde realizou a entrega de mais de 729 mil unidades de 48 tipos de medicamentos, como antibióticos, analgésicos, antialérgicos, corticoides, entre outros, para a cidade de Mariana. Já para a cidade de Barra Longa, foram distribuídos 72 tipos de medicamentos, totalizando mais de 268 mil unidades.

12/11

BOLETIM | Nesta quinta-feira, (12/11), haverá um reforço no efetivo das equipes de busca com mais 65 bombeiros. Esta equipe irá percorrer as calhas às margens do curso d'água por onde houve escoamento da lama das barragens Fundão e Santarém, rompidas no último dia 5/11. Mortos e desaparecidos O número oficial de óbitos relacionados ao evento é seis. Dois corpos aguardam identificação. Reiteramos que a classificação de “vítima do acidente” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. O número de desaparecidos é de 19 pessoas, 10 funcionários e 9 moradores. Documentos Termina amanhã, (13), a primeira etapa do mutirão para a emissão dos documentos básicos às famílias atingidas pelo rompimento das barragens, Fundão e Santarém. A Central de Documentação Básica está funcionando, das 9h às 17h, na sede da Câmara Municipal de Mariana. Para as pessoas que estão hospedadas em hotéis ou pousadas da região, os serviços de emissão da 2ª via da certidão de nascimento, de casamento ou CPF estão sendo levados a esses locais pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania - Sedpac.

12/11

BOLETIM | Com o resgate de um corpo, na tarde desta quinta-feira (12), sobe para três o número de corpos a serem identificados. O corpo foi localizado em Santa Cruz do Escalvado e não Ponte Nova como havia sido anteriormente divulgado. O número oficial de óbitos relacionados ao rompimento das barragens ainda permanece em seis. Reiteramos que a classificação de “vítima do rompimento das barragens” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. O número de desaparecidos é de 19 pessoas, 10 funcionários e 9 moradores. Para facilitar o acesso dos militares aos locais de busca e diminuir o tempo gasto nos deslocamentos foi instalado um Posto Avançado em Barra Longa nesta manhã. Além de alojamentos, foram disponibilizados acesso à internet, telefone e materiais de apoio.

11/11

NOTA À IMPRENSA | O Governo do Estado de Minas Gerais esclarece à população que não houve rompimento da barragem Germano. Haverá uma intervenção no dique desta barragem. Durante esse período será realizado um replanejamento das buscas e, possivelmente, algumas famílias, por medida de segurança, serão realocadas. Esclarecemos que as buscas continuam, bem como todos os trabalhos de assistência que vinham sendo realizados. Reforçamos que o realocamento dessas famílias é uma medida de prevenção, que visa garantir a segurança dos moradores. Pedimos à população que siga as orientações dos órgãos de segurança, evitando o pânico ou qualquer tipo de tumulto. Assessoria de Imprensa - Governo do Estado de Minas Gerais

11/11

BOLETIM | Mais dois corpos resgatados foram encaminhados ao IML de Mariana, no final da noite desta terça-feira (10). Ambos já foram periciados, mas ainda não foram identificados. O número oficial de óbitos, até agora, é de quatro corpos já identificados e quatro aguardando identificação; sendo um no IML de Belo Horizonte e três no IML de Mariana. Dos corpos já identificados, três são prestadores de serviço da Samarco e uma criança de cinco anos. Reiteramos que a classificação de “vítima do acidente” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. Quanto aos desaparecidos; são 21 pessoas, 11 funcionários e 10 informados pelos familiares. Estão hospedadas em hotéis de Mariana 637 pessoas. A Secretaria de Estado de Saúde do Estado de Minas Gerais está realizando as seguintes ações: *Distribuição de medicamentos e insumos para a cidade de Mariana suprir as necessidades para atendimento imediato à população e ampliação do seu estoque, atendendo também aos distritos afetados. *Disponibilização de protocolo de vacinação para atender àqueles que tiveram lesões e contato com a lama, além de disponibilização de reforço no quantitativo da cidade. *Não há mais pacientes internados no Hospital João XXIII. Do total de seis pacientes que foram encaminhados para a instituição três tiveram alta definitiva e três foram transferidos o Hospital Monsenhor Horta e para a Santa Casa de Ouro Preto. *Padronização de Protocolo de Atendimento de Urgência/Emergência e Ambulatorial, bem como para ações de Vigilância Sanitária e Alimentar. *Deslocamento de equipes técnicas para apoio nos distritos atingidos, como Barra Longa e Ponte de Gama; *Deslocamento de equipes aérea do SAMU para avaliação e atendimento dos pacientes em Ponte do Gama; * Distribuição de hipoclorito de sódio para os municípios de Mariana e Governador Valadares; *Testes na qualidade da água em locais de captação para garantir a qualidade do abastecimento da população.

11/11

BOLETIM | Foi identificado pelos familiares, o corpo do menino Tiago Damasceno Santos (7 anos), vítima do rompimento das barragens. Com isso, o número de desaparecidos cai para 20 pessoas, 11 funcionários e 9 moradores. O número oficial de óbitos relacionados ao evento passa para cinco. Três corpos aguardam identificação. Reiteramos que a classificação de “vítima do acidente” só é reconhecida oficialmente após a identificação do corpo. Uma força tarefa com vários órgãos do Governo de Minas está emitindo os documentos perdidos pelos moradores atingidos pelo rompimento das barragens. São emitidos Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade, Certidões de Nascimento e de casamento, entre outros. A força tarefa funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, com equipes das secretarias de Trabalho e Desenvolvimento Social, Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Polícia Civil, Ministério do Trabalho e Emprego, Sine Mariana e a entidade de Registro Civil das Pessoas Naturais.

10/11

BOLETIM | Identificado hoje o corpo de Emanuele Vitória Fernandes de Cinco anos de Idade, vítima do rompimento das barragens de Fundão e Santarém, em Mariana. Uma das pessoas desaparecidas foi encontrada viva hoje em Santa Bárbara, MG. Maria Aparecida Vieira, de 65 anos foi estava na casa de parentes. O número de vítimas fatais até agora relacionado ao rompimento das barragens é de quatro pessoas. Uma vítima de enfarto no dia do rompimento e três corpos encontrados e identificados. Outros dois corpos aguardam identificação para confirmar se as mortes estão ou não relacionadas ao rompimento. Quanto aos desaparecidos, são onze funcionários e onze da comunidade, num total de 22 pessoas. Foi registrado esta manhã um pequeno abalo sísmico na região de Ouro Preto, percebido em Mariana, que não alterou a rotina de trabalho das equipes de busca e salvamento das vítimas do rompimento das barragens de Fundão e Santarém. O pequeno tremor também não causou qualquer alteração na estrutura das barragens de Germano e Santarém. O tremor de 2,1 graus de magnitude foi registrado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP). Por precaução, a empresa Samarco Mineração está instalando hoje três sismógrafos em pontos estratégicos das barragens. Uma equipe de bombeiros do Espírito Santo está auxiliando nas buscas. São quatro militares especializados em busca e três cães. Outra equipe de dois militares e dois cães de Santa Catarina se incorpora à equipe de busca ainda hoje. Uma equipe da Polícia Ambiental de Minas Gerais vai fazer um sobrevoo esta tarde para fazer uma avaliação dos danos ambientais causados pelo rompimento da barragem. A avaliação será incorporada ao Boletim de Ocorrência feito no dia do rompimento. A Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) realiza reunião com familiares das pessoas desaparecidas para verificar e colher possíveis demandas. A reunião será às 14h e restrita aos familiares e aos profissionais da Cedec, Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Prefeitura Municipal de Mariana, Polícia Civil e Samarco. Hoje estão hospedadas nos hotéis de Mariana 631 pessoas de 183 famílias

10/11

BOLETIM | O Corpo de Bombeiros resgatou na tarde de hoje (10/11), próximo à Barragem do Fundão, um corpo ainda sem identificação. Ele será transportado para o IML de Mariana. Com isso, o número de mortos , até agora, é de seis pessoas. Quatro corpos identificados e dois aguardando identificação. Afonso Augusto Alves, de 54 anos, morador do distrito de Camargos, que estava na lista de desaparecidos se apresentou no posto de Comando das Operações e está alojado na casa de familiares. Quanto aos desaparecidos, são 21 pessoas agora, 11 funcionários e 10 informados pelos familiares. Hoje estão hospedadas nos hotéis de Mariana 631 pessoas de 183 famílias. O pequeno abalo sísmico de 2,1 graus de magnitude na região de Ouro Preto, percebido em Mariana, não alterou a rotina de trabalho das equipes de busca e salvamento às vítimas do rompimento das barragens de Fundão e Santarém. O tremor registrado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) não causou qualquer alteração na estrutura das barragens de Germano e Santarém.

09/11

NOTA | Por decisão da Assessoria de Imprensa do Governo do Estado, a entrevista coletiva do governador Fernando Pimentel no último domingo foi concedida no Posto de Comando de Buscas, instalado no distrito de Bento Rodrigues, município de Mariana. O encontro com a imprensa aconteceu logo após uma reunião do governador com as equipes que coordenam as ações de resgate na região. O local para a instalação do Posto de Comando de Buscas foi definido por autoridades do poder público municipal, do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, por ser o mais próximo do acidente que permite pousos e decolagens e oferece estrutura mínima de comunicação e funcionamento dos equipamentos necessários para a realização das atividades de resgate na região. A primeira entrevista coletiva do governador, na sexta-feira, foi realizada no ginásio de Mariana, onde já estavam os desabrigados, também por decisão da Assessoria de imprensa do governo do Estado. O Governo de Minas Gerais reitera que neste momento, a prioridade das operações é ajudar os desabrigados e continuar na busca por desaparecidos. Paralelamente, a Polícia Civil (PCMG) e o Ministério Público de Minas Gerais já abriram inquéritos para apurar as causas da tragédia. O Governo de Minas Gerais renova sua solidariedade com as vítimas e reafirma que, em respeito à sociedade civil e aos princípios desta administração, continuará agindo com vigor e transparência para superar este grave momento na história do Estado. Assessoria de Imprensa - Governo do Estado de Minas Gerais

09/11

NOTA À IMPRENSA | A Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac) informa que o Comitê Gestor Estadual de Políticas de Erradicação do Sub-registro Civil de Nascimento e Ampliação do Acesso à Documentação Básica, composto por dez secretarias de Estado e coordenado pela Sepdac, mobilizou mutirão para ações de registro civil em Mariana. A partir de hoje, o mutirão fará o mapeamento das famílias desabrigadas hospedadas em hotéis para dar entrada na solicitação da certidão de nascimento ou casamento. Após a emissão da certidão, a própria equipe levará o documento pronto até o solicitante. Com a certidão em mãos, as pessoas podem se dirigir à central instalada na sede da Câmara Municipal de Mariana para a emissão dos outros documentos. A Câmara Municipal de Mariana está localizada na Praça Minas Gerais, 89 – Centro. Para a emissão da segunda via da certidão de nascimento ou casamento foi feita parceria com o Sindicato dos Oficiais de Registro Civil de Minas Gerais (Recivil) e o cartório local, que realizarão o levantamento da documentação e os pedidos das novas vias das certidões perdidas. Para quem precisar buscar o número do CPF, a Receita Federal vai enviar funcionário à central para que a população possa fazer a consulta. Já as carteiras de identidade estão sendo emitidas pela Polícia Civil, que desde sexta-feira trabalha em regime de urgência no local. Atenciosamente, Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac)

09/11

NOTA À IMPRENSA | Devido ao rompimento da barragem do Fundão, de propriedade da Samarco, no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) informa que embargou todas as atividades da empresa na região, na última sexta-feira (06/11). A Semad esclarece, ainda, que há uma previsão legal, que permite a suspensão emergencial das atividades, para apurar as causas e as consequências do evento para a saúde da população e para o meio ambiente. A Samarco só está autorizada a desenvolver ações emergenciais, ou seja, aquelas voltadas para minimizar o impacto do rompimento das barragens e prevenir novos danos. A empresa só poderá retomar as atividades após a apuração por parte da Semad e, ainda, após a adoção de medidas de reparos dos danos provocados. Atenciosamente, Secretarias de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais

09/11

BOLETIM | Na noite de ontem (8/11) foi identificado o corpo de Sileno Narkievicius de Lima (47 anos), funcionário da Integral Engenharia, retirado da Barragem do Fundão. O número de pessoas desaparecidas foi reduzido de 28 para 25, sendo 12 funcionários e 13 moradores. Duas pessoas foram encontradas em hotéis. Outros dois corpos, ambos do sexo masculino e ainda não identificados, foram necropsiados em Ponte Nova e encaminhados para o IML de Belo Horizonte. Três pessoas continuam internadas no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O número de desabrigados é de 601 pessoas que já estão hospedadas em hotéis da região. Foram reforçadas também as ações de Defesa Civil com o transporte por helicópteros de mantimentos e medicamentos nas comunidades isoladas no município de Barra Longa. Nesta cidade está sendo feita a elaboração em apoio com a Prefeitura do Formulário de Informação de Desastre (Fide) e restabelecimento do acesso à Gesteira, distrito de Barra Longa. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) apoia a Prefeitura do município de Rio Doce na busca de alternativas para restabelecimento da ordem. Em Mariana a Cedec participa do trabalho de atualização da lista de desaparecidos e realiza ações para restabelecer o fornecimento de água e luz. Equipes especializadas estão trabalhando ainda no resgate de animais em risco que estão sendo medicados e encaminhados a um abrigo municipal. Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Policia Civil, Defesa Civil, Exército, Polícia Ambiental e Prefeituras Municipais continuam os trabalhos de busca nas comunidades de Mariana, Barra Longa e Rio Doce atingidas pelo rompimento das barragens. Bombeiros fazem varreduras nas áreas atingidas, com apoio de cães treinados para a atividade. Um grupo especializado em soterramentos está concentrado nas buscas aos desaparecidos.

09/11

BOLETIM | Acaba de ser resgatado mais um corpo nesta tarde, no município de Barra Longa, ainda sem identificação e sem definição de idade e sexo. Nesta tarde também foi identificado o corpo de Valdemir Aparecido Leandro (48 anos), funcionário da empresa Geocontrole, prestadora de serviços para a Samarco. Um terceiro corpo ainda permanece no IML de Belo Horizonte aguardando identificação. Com essas novas informações, o número de pessoas desaparecidas foi atualizado para 24, sendo 11 funcionários e 13 moradores. O número de desabrigados agora é de 612, totalizando 162 famílias hospedadas em hotéis de Mariana. No município de Barra Longa foi realizada a distribuição de medicamentos e suprimentos para todos os moradores em localidades sem acesso por terra. A energia já foi restabelecida nas comunidades de Paracatu de Baixo, Paracatu de Cima, Pedras em Mariana, e na comunidade de Gesteira (Barra Longa). Em Campinas e Ponte do Gama, comunidades de Mariana, e Barretos, comunidade de Barra Longa, a previsão é que o serviço seja restabelecido nesta terça-feira (10).

05/11

Nota à Imprensa | O governador do Estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel, recebeu com consternação, na tarde desta quinta-feira (5), a informação sobre o rompimento de uma barragem no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana. Por determinação do governador, a Defesa Civil e outros órgãos competentes estão envidando todos os esforços para prestar os primeiros socorros e todo atendimento necessário à população do distrito, ainda de difícil acesso em razão dos estragos causados pela inundação. Quatro helicópteros partiram para Bento Rodrigues com grupamentos do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (Bemad). O chefe do Gabinete Militar, coronel Helbert Figueiró, acompanha as equipes no local. O governador está em contato com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, e com o presidente da Samarco, Ricardo Vescovi. Pimentel conversou na noite de hoje com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. Os dois acompanharão os trabalhos de salvamento em Bento Rodrigues nesta sexta-feira, com decolagem de Belo Horizonte prevista para as 08h00. As causas e responsabilidades pelo ocorrido serão rigorosamente apuradas. Assessoria de Imprensa - Governo do Estado de Minas Gerais

Quero Ajudar

SEJA UM VOLUNTÁRIO

Para ajudar pessoalmente nos municípios de Mariana, Barra Longa, distritos e comunidades, faça o seu cadastro como voluntário no SERVAS pelo número (31) 3349-2400. Os voluntários irão executar tarefas como triagem de doações, montagem de kits (alimentos, material de limpeza, produtos de higiene pessoal) e entrega dos donativos às famílias atingidas.

O Serviço Voluntário de Assistência Social - SERVAS, é uma associação civil, sem fins econômicos, que tem como objetivo promover e executar ações sociais em Minas Gerais. É reconhecido como entidade de utilidade pública nos níveis municipal, estadual e federal.